Início Artigos sobre Francês Artigo: Le Château de Vaux-le-Vicomte

Artigo: Le Château de Vaux-le-Vicomte

414
0

Como todos sabem, a França é um país conhecido essencialmente pela sua cultura, moda, culinária e monumentos. E o que falar dos monumentos? Entre os inúmeros que podemos encontrar por aqui, destaca-se uma quantidade incontável dos mais incríveis castelos (os châteaux).

Eu morei na França durante 7 anos, e neste tempo tive a oportunidade de visitar alguns dos mais belos castelos franceses. Como arquiteta, e curiosa, adoro investigar o que está por trás das estruturas e principalmente das histórias que testemunharam a construção e consolidação do que foi um dia um grande império. E uma das histórias que mais me chamou atenção foi a do Château de Vaux-le-Vicomte.

O domínio onde se situa esse castelo foi comprado por Nicolas Fouquet, superintendente de finanças de Louis XIV em 1641, mas a inauguração do castelo só ocorreu em 1661, quando Fouquet recebeu o Rei e toda a corte francesa numa gigantesca festa que bombou para 3 mil convidados. Dizem as más línguas que foi nessa festa que o Rei, invejando o deslumbre daquele castelo divino, mandou prender o tal superintendente. Imagina se alguém poderia ousar construir um castelo mais bonito e suntuoso que o seu?! Mas segundo fontes mais oficiais, a decisão já teria sido tomada 4 meses antes, pois o Rei suspeitava que Fouquet andava passando a mão no orçamento real (e inclusive em alguns livros da realeza: algo como 11 milhões!), o que teria sido apenas confirmado naquela ocasião. A mãe do Rei, muito nobre e educada, teria declarado que não era honroso para um rei mandar prender a pessoa que o recebe como convidado.

O coitado do Fouquet foi então preso cerca de 15 dias depois da tal festa e, após um processo que durou 3 anos, foi condenado e passou os 15 últimos anos da sua vida na prisão (reza a lenda que ele ficou encarcerado no mesmo local e época que o “Homem da Máscara de Ferro”).

O Rei Sol ordena então aos mesmos arquitetos e artistas que trabalharam na execução do Vaux-le-Vicomte que lhe fizessem um castelo ainda maior, mais lindo e mais purpurinado que aquele outro das inimigas (assim ele podia se livrar do velho Château de Saint- Germain-en-Laye, onde ele nasceu e viveu durante sua juventude, e o qual ele achava feio, bobo, chato e frio)! E voilà, assim nasceu o Château de Versailles.        

E eu não canso de repetir (Louis XIV se revirar no caixão toda vez que eu digo isso… haha!), que se as pessoas – turistas ou até mesmo os franceses – tiverem a oportunidade, devem ir conhecer o Château de Vaux-le-Vicomte, pois ele é tão belo quanto o de Versailles (se não é mais…), e a sua beleza pode ser contemplada a uma escala muito mais humana.

 

Bons estudos!

Receba o "Resumo Semanal"

Quer receber o "Resumo dos Ateliers Semanais" todos os domingos no seu e-mail com todos os materiais e conteúdos da semana?

Fique tranquil@, eu NUNCA enviarei e-mails não solicitados (spam). Powered by ConvertKit

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here