“N’abandonne pas”…

“N’abandonne pas , la vie commence à la fin de ta zone de confort” Não desista, a vida começa no fim da sua zona de conforto. E com o aprendizado do francês não poderia ser diferente, toda transformação, tudo que nos tira de uma inércia, exige energia. Sair da zona de conforto é na verdade um dos maiores prazeres, pois é o que nos dá a sensação de realização. E aprender francês é uma ótima maneira de fazer isso!!!      
Leia mais...

Simone de Beauvoir “Le Bonheur”…

« Je me disais que, tant qu’il y aurait des livres, le bonheur m’était garanti » Eu me dizia que enquanto houvessem livros, a felicidade estaria garantida para mim. Simone de Beauvoir Simone de Beauvoir nasceu na França e foi escritora, ativista do movimento feminista, e companheira do filósofo e escritor Jean-Paul Sartre. Sua obra é vastíssima e interessantíssima. A maioria dos livros está traduzido pro português. Dá pra tentar em francês? Dependendo do seu nível, claro que sim. O importante é não se apegar tanto ao significado total, perceber o contexto. Agora, se o seu interesse nesse caso é o conteúdo dos livros, as idéias dela, então vale a pena ler em português! Boas leituras!
Leia mais...

Saint-Exupéry: “Aimer”…

« Aimer, ce n’est pas se regarder l’un l’autre, c’est regarder ensemble dans la même direction. » “Amar não é observar um ao outro, é olhar juntos na mesma direção.” Antoine de Saint-Exupéry, Autor do livro “O Pequeno Príncipe”. Mais uma pérola do autor d’O Pequeno Príncipe. Pra quem não leu é leitura indispensável. Antes de tudo em português mesmo, mas vale a pena tentar em Francês. É possível fazer download uma vez que a obra já caiu em domínio público... Pra você saber uma idéia se vale a pena ler ou não, O Pequeno Príncipe é o terceiro livro mais vendido do mundo. Possui cerca de 134 milhões de livros vendidos em todo mundo, 8 Milhões só no Brasil e foi traduzido em mais de 220 línguas e dialetos. Embora o livro seja de uma poesia e conhecimentos incomparáveis, a história de vida do seu autor é triste. Saint-Exupéry, foi um piloto poeta. Guiado pelas estrelas ele viajou pelo mundo, decifrou o céu, criou laços entre as pessoas. Diminuindo as distâncias, fez o mundo parecer menor. Escrevendo, fez do nosso planeta, um mundo maior. Ele partiu para Nova York no fim de Dezembro de 1940, onde começou a desenhar, na frente dos editores, o recorrente menino de cabelos rebeldes. Quando lhe perguntavam, respondia: “Não é nada de mais, é apenas o garoto que existe no meu coração.” A primeira edição do Pequeno Príncipe apareceu em abril de 1943. Ele recebeu um dos primeiros exemplares alguns dias antes do seu embarque para a África do Norte. Atravessou o Atlântico a bordo de um navio com tropas americanas para lutar pela França ocupada pelo exército alemão. No dia 31 de Julho de 1944 não retornou da sua última missão. Toda a obra de Saint-Exupéry é centrada em valores fundamentais e universais. Elas fazem parte do nosso patrimônio. São os valores dos homens solidários, responsáveis e persistentes. Corre lá!!!      
Leia mais...

Molière: “Manger…”

“Il faut manger pour vivre et non pas vivre pour manger.” “Deve-se comer para viver e não viver para comer.” Molière, escritor francês Sábias palavras... Essa frase me lembra um provérbio chinês que diz “é preciso comer a metade, andar o dobro e sorrir o triplo”. A felicidade se encontra mesmo nas pequenas coisas, é fato. Ela se concentra em grande quantidade no se divertir e se distrair com coisas importantes da vida, como a família, os filhos, a casa, o trabalho. E não se perder na ilusão de que comendo muito, bebendo muito ou exagerando em qualquer outra fuga, é que iremos encontrar a felicidade: o velho e certo clichê do caminho do meio. E na verdade, essas duas frases escondem um segredo importante pro aprendizado de idiomas: não devemos colocar o aprendizado de línguas como uma grande responsabilidade, viver com a tensão de que devemos aprender de qualquer jeito, e acabar sofrendo, desistindo e travando na hora “H”. Devemos estudar para viver. A vida é um caminho evolutivo, por isso, enquanto estivermos progredindo sentiremos uma sensação de paz. E no caso dos idiomas é igual. O importante é estar progredindo, pouco a pouco, perseverando a cada dia, a cada dia um degrau. Então essa é a dica de hoje: constância e desapego nos estudos! Entregar os resultados e confiar! E sempre lembrar: aprender deve ser um prazer... Então, bom divertimento!
Leia mais...

Charles Bukowski: “Le Problème…”

"Le problème avec le monde c’est que les gens intelligents sont pleins de doutes, alors que les imbéciles sont pleins de certitudes” Charles Bukowski “O problema do mundo é que as pessoas inteligentes são cheios de dúvidas, enquanto que os imbecís são cheios de certezas.” É claro que essa frase generaliza a questão, a realidade não é exatamente assim. O que importa aqui é pensarmos sobre como levamos a nossa vida. Quem nunca sentiu dúvidas? E certezas não são importantes, mas a confiança sim. No aprendizado de línguas isso é super importante. Quando pensamos nas crianças e na velocidade e facilidade com que elas aprendem, descobrimos que o segredo é não duvidar... Elas confiam, entregam o aprendizado, e ele acontece. O aprendizado não é algo que podemos controlar, entrar no cérebro e salvar as frases e estruturas como fazemos em um computador. Infelizmente, isso não é possível. É claro que existem ferramentas pra ajudar nesse processo, mas o mais importante é encarar o aprendizado como uma brincadeira, curtir o processo e confiar, sem duvidas, que o aprendizado está acontecendo, por mais lento que pareça. Faz sentido pra você? Deixa seu comentário e vamos conversar mais sobre isso!!!
Leia mais...